Histórico do periódico

Em agosto de 1939, a Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (ESAV), hoje Universidade Federal de  Viçosa, publicou o  primeiro número  de "Ceres",   nome  ampliado para "Revista Ceres", a partir  de  setembro/outubro de 1944. Seus primeiros  diretores foram os  professores  Nello  de Moura Rangel,   Geraldo Gonçalves  Carneiro,  Octavio Drummond, Edgard de Vasconcellos Barros e Arlindo de Paula Gonçalves. Seus  mais de 70 anos de existência colocam-na entre as revistas agrícolas mais antigas do país.

Profissionais de todo o Brasil e do exterior têm usado as páginas da Revista Ceres para divulgar os resultados de suas pesquisas. Inicialmente, publicava tanto artigos científicos originais como textos de divulgação técnica, pois para tal fora criada. Pouco a pouco, foi tornando-se  cada vez mais científica e os últimos artigos de divulgação foram publicados em 1959. Atualmente, os artigos podem ser redigidos  em português, espanhol ou inglês,  com resumo em inglês, caso sejam redigidos em português ou espanhol, e resumo em português caso tenham sido redigidos em inglês.

Até julho/agosto de 2012, a Revista Ceres publicou 344 números distribuídos em 59 volumes contendo um total de 3312 artigos. Atualmente, imprimem-se 500 exemplares, que são distribuídos  em  59 países, principalmente para permuta com periódicos similares, havendo, ainda, instituições nacionais que a recebem gratuitamente. A partir de 2008 iniciou-se a disponibilização dos artigos publicados no site www.ceres.ufv.br, em sistema de acesso aberto e irrestrito, não sendo mais necessária a assinatura anual da revista para ter acesso ao seu conteúdo.