Produção de mudas de aroeira-do-sertão (Myracrodruon urundeuva Allemão) em resíduos orgânicos

Lucas Kennedy Silva Lima, Maria da Conceição Freitas Moura, Camila Castro Santos, Karla Pollyanna de Carvalho Nascimento, Alek Sandro Dutra

Resumo


A aroeira é uma espécie de grande importância devido às diversas utilidades de sua madeira. Entretanto, encontrase
na lista de espécies ameaçadas de extinção, em virtude da exploração predatória. Diante da baixa tecnologia empregada
na produção de mudas, este trabalho teve por objetivo avaliar o desenvolvimento de mudas de aroeira-do-sertão
(Myracrodruon urundeuva Allemão), utilizando diferentes resíduos orgânicos em diferentes concentrações. Foram
usados, como substratos, esterco bovino, esterco ovino, húmus de minhoca, resíduo oriundo do processo de torrefação
do café e solo. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 x 4
(resíduos orgânicos x níveis de resíduo), constituído por 16 tratamentos e cinco repetições. Resultados superiores
foram alcançados quando utilizado o esterco ovino, para o índice de qualidade de Dickson, massa seca da raiz e massa
seca total, com máxima eficiência na concentração de 66%. Para as demais variáveis, não foi observada variação na
comparação com o húmus de minhoca. O resíduo de café provocou efeito alelopático, mesmo nas menores concentrações,
não sendo recomendado para formulação de substrato. Na maioria das variáveis, o esterco bovino comportou-se
de forma intermediária, com decréscimo das variáveis, decorrentes das concentrações. O esterco de ovino e o húmus
de minhoca são recomendados para produção de mudas de aroeira nas concentrações de 66 e 33%, respectivamente.


Palavras-chave


esterco ovino, resíduo de café; substrato; alelopatia; reflorestamento

Texto completo:

PDF

Referências


Araújo APde & Sobrinho S.deP (2011) Germinação e produção de mudas de tamboril Enterolobium contortisiliquum (vell.) morong) em diferentes substratos. Revista Árvore, 35 Edição Especial, 581-588.

Binotto AF (2007) Relação entre as variáveis de crescimento e o índice de qualidade de Dickson em mudas de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maid e Pinus elliottii var. elliottii – Engelm. Dissertação de Mestrado. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria.

Brito OR, Vendrame PRS & Brito RM (2005) Alterações das propriedades químicas de um Latossolo Vermelho distroférrico submetido a tratamentos com resíduos orgânicos. Semina: Ciências Agrárias, 26:33-40.

Caldeira MV, Gomes DR, Gonçalves EdeO, Delarmelina WM, Sperandio HV & Trazzi, PA (2012) Biossólido como substrato para produção de mudas de Toona ciliata var. australis. Revista Árvore, 36:1009-1017.

Caldeira MVW, Rosa GNda, Fenilli TAB & Harbs RMP (2008) Composto orgânico na produção de mudas de aroeira-vermelha. Scientia Agraria, Curitiba, 9:27-33.

Cruz CAF, Paiva HN & Guerrero CRA (2006) Efeito da adubação nitrogenada na produção de mudas de sete-cascas (Samanea inopinata (Harms) Ducke). Revista Árvore, 30:537-546.

Dickson A, Leaf AL & Hosner JF (1960) Quality appraisal of while spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forestry Chronicle, 36:11-13.

Faustino R, Kato MT, Florêncio L & Gavazza, S (2005) Lodo de esgoto como substrato para a produção de mudas de Senna siamea Lam. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 9:278-282.

Ferraz AdeV & Engel VL (2011) Efeito do tamanho de tubetes na qualidade de mudas de jatobá (Hymenaea courbaril L. var. stilbocarpa (HAYNE) LEE ET LANG.), ipê-amarelo (Tabebuia chrysotricha (MART. EX DC.) SANDL.) e guarucaia (Parapiptadenia rigida (BENTH.) BRENAN). Revista Árvore, 35:413-423.

Fonseca EP, Valeri SV, Miglioranzi E, Fonseca NAN & Couto, L (2002) Padrão de qualidade de mudas de Trema microntha (L.) Blume, produzidas sob diferentes períodos de sombreamento. Revista Árvore. 26:515-523.

Hue NV (1991) Effects of organic acids/anions on P sorption and phytoavailability in soils with different mineralogies. Soil Science and Plant Analysis 152:463-471.

José AC, Davide AC & Oliveira SLde (2005) Produção de mudas de aroeira (Schinus terebinthifolius raddi) para recuperação de áreas degradadas pela mineração de bauxit. Cerne. 11:187-196.

Lima JD, Moraes WdaS, Mendonça JCde & Nomura ES (2007) Resíduos da agroindústria de chá preto como substrato para produção de mudas de hortaliças. Ciência Rural, 37:1609-1613.

Lorenzi H (2010) Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do brasil. 5.ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 384p.

Lucena AMA, Chaves LHG & Guerra HOC (2007) Desenvolvimento de mudas de cássia e tamboril em diferentes composições de substratos. Revista Verde, 2:78-84.

Monteiro JM, Lins Neto EMdeF, Amorim, ELCde, Strattmann RR, Araújo EL & Albuquerque UPde (2005) Teor de taninos em três espécies medicinais arbóreas simpátricas da caatinga. Revista Árvore, 29:999-1005.

Morais WCM, Susin F, Vivian MA & Araújo MMM (2012) Influência da irrigação no crescimento de mudas de Schinus terebinthfolius. Pesquisa Forestal Brasileira, 32:23-28.

Pacheco MV, Matos VP, Ferreira RLC, Lícia A, Feliciano P & Silva KM (2006) Efeito de temperaturas e substratos na germinação de sementes de Myracrodruon urundeuva Fr. All. (ANACARDIACEAE). Revista Árvore, 30:359-67.

Pelissari RAZ, Sampaio SC, Gomes SD & Crepalli MdaS (2009) Lodo têxtil e água residuária da suinocultura na produção de mudas de Eucalyptus grandis (W, Hill ex Maiden). Engenharia Agrícola, 29:288-300.

Pelizer LH, Pontieri MH & Moraes IO (2007) Utilização de resíduos agro-industriais em processos biotecnológicos como perspectiva de redução do impacto ambiental. Journal of Technology Management and Innovation, 2:118-127.

Queiroz FLC, Scaramuzza WLMP & Tsukamoto AAF (2012) Influência do lodo de caleiro na qualidade de mudas de pinho-cuiabano. Multitemas. 42:101-113.

Sampaio EVdeSB, Oliveira NMBde & Nascimento PRFdo (2007) Eficiência da adubação orgânica com esterco bovino e com Egeria densa. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 31:995-1002.

Silva LMM, Rodrigues TJD & Aguiar IB (2002) Efeito da luz e da temperatura na germinação de sementes de aroeira (Myracrodruon urundeuva Allemão). Revista Árvore, 26:691-697.

Souza CAM. de, Oliveira RBde; Martins Filho S & Lima JSdeS (2006) Desenvolvimento em campo de espécies florestais em diferentes condições de adubação. Ciência Florestal, 16:243-249.

Taiz L & Zeiger E (2013) Fisiologia Vegetal. 5 ed. Porto Alegre: Artmed, 848 p.

Tedesco MJ (2008) Resíduos orgânicos no solo e os impactos no ambiente. In: Santos, GA, Silva LS, Canellas LP & Camargo FAO. (ed.). Fundamentos da matéria orgânica do solo: ecossistemas tropicais e subtropicais. 2. ed. Porto Alegre: Metrópole, 113-136.

Tsukamoto Filho AdeA, Carvalho JLO, COSTA RBda; Dalmolin ÂC & Brondani GE (2013) Regime de Regas e Cobertura de Substrato Afetam o Crescimento Inicial de Mudas de Myracrodruon urundeuva. Floresta e Ambiente 20:521-529.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.