DESSECAÇÃO QUÍMICA NA OBTENÇÃO DE SEMENTES DE SOJA DE ELEVADA QUALIDADE FISIOLÓGICA /SOYBEAN DESICCATION BY PARAQUAT TO OBTAIN A HOGHER PHYSIOLOGICAL SEED QUALITY

EDUARDO KOJI NAKASHIMA, VALTERLEY SOARES ROCHA, CARLOS SIGUEYUKI SEDIYAMA, FRANCISCO AFFONSO FERREIRA

Resumo


 

O ensaio foi instalada em condições de campo, em Viçosa, MG, usando-se o esquema fatorial, disposto em blocos completos casualizados, com quatro repetições, em que os fatores foram constituídos de duas variedades (Doko e Savana), seis épocas de dessecação (correspondentes aos estádios de desenvolvimento R5,5, R6,03, R6,5, R7,0, R7,5 e R8,O), mais uma testemunha (ponto de colheita comercial). Cada parcela foi constituída por quatro fileiras de 5 m de comprimento, espaçadas das adjacentes em 0,60 m, sendo colhidas as duas fileiras centrais, eliminando-se 0,50 m de cada extremidade. Utilizou-se o dessecaste paraquat, na dosagem de 300 g i.a./ha, com adição de O, l °/a v/v do espalhante adesivo Agral, cuja mistura foi aplicada por meio de pulverizador costal pressurizado de CO2, com pressão constante de 3 kg/cm2, barra de cinco bicos, tipo leque, espaçados em 0,50 m e vazão de 400 LIha, A colheita foi realizada quando as sementes em cada parcela atingiram cerca de I3,5% de umidade, pela primeira vez. A qualidade das sementes foi avaliada por meio do teste-padrão de germinação e lixiviação de potássio. A aplicação do paraquat pode ser feita já no estádio R6,5, sem redução significativa na produção, obtendo-se sementes com elevada qualidade fisiológica, o que permitiu a antecipação da colheita das variedades Savana e Doko em 11 e 7 dias, respectivamente.

 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.