DEFICIÊNCIAS DE MACRONUTRIENTES EM MUDAS DE MARACUJAZEIRO-AMARELO CULTIVADAS EM SOLUçAO NUTRITIVA / MACRONUTRIENT DEFICIES IN PASSION-FRUIT SEEDLINGS CULTIVATED IN NUTRITIVE SOLUTION

JOSÉ FERNANDO SCARAMUZZA, Antonio Felix da Costa, Herminia E. Prieto Martinez, Paulo Roberto Gomes Pereira, Paulo Cezar Rezende Fontes

Resumo


Com o objetivo de caracterizar os sintomas visuals de carencia mineral de macronutrientes em mudas de maracuja-amarelo (Passflora ed'ul is Sims f. ftavicarpa Deg,) cultivadas em suluÇao nutritiva, foi conduzido um experimento composto de site tratamentos: completo, completo corn omissSo de N, completo corn omissla de P,completo cam ornissav de K, completo corn omissdo de Ca; completo corn omissdo de Mg e completo corn ornissao de S, corn quatro repetiOes em blocos casualizados. Durante 36 dial foram feitas observaq6es de sintomas visuals e mensura0o de altura de planta, area foliar e nurnero de foihas. Ms 36 dias apps o inicio dos tratamÇnntos as plantar foram cvlhidas, separadas em Fame aerea e sistema radicular, secas, moidas e analisadas quanta aos teores de N, P, K, Ca, Mg e S. A deficiência de N caracteriznu-se por amarelecimento generalizado das folhas, iniciando-se os sintomas petal mail velhas, reduÇao drdstica no crescimento, senescencia precoce e ausencia de gavinhas e de folhas palma4ripartidas. A eficiência de calcio provocou escurecimento de rages, encarquilhamento de folhas, reduçao no crescimento do sistema radicular e da parte area, pontos necróticos na metade inferior das folhas novas que ao coalescer formaram areas esbranquiçadas e depots necróticas entre as nervuras. A carencia cue magnésio resultou em clorose malhada internerval das folhas mats velhas, permanecendo as nervuras verdes por mats tempo. Plantas deficientes em enxofre mostraram clorose generalizada das folhas, mats intensa na porno superior da planta e nos bordos foliares. As deficiências de P e de K resultaram em sintomas pouco caracteristicos. A omisslo de nutrientes limitou o crescimento em altura, o numero de folhas emitidas, a area foliar e o acumulo de mat6ria secs na seguinte ordem decrescente de intensidade: N > Mg > S > Ca > F > K. as teores adequados de macranutrientes na parte aerea das plantar com 76 dial de idade foram 2,6; U,38; 3,7; 1,5; 0,18; e 0,21 dag/kg de N, P, K, Ca, Mg e S, respectivamente. Plantar deficientes presentaram 0,8; 0,20; 0,05; e 0,09 dag/kg de N, Ca, Mg e S, respectivamente. As sizes de plantas bem nutridas apresentaram 2,80; 1,29; 5,10; x,50; Q,25; e 0,15 dag/kg de N, P, K, Ca, Mg e S, respectivamente, enquanto que em plantas deficientes esses valores reduziram-se pars 0,8; 0,06; 0,04; e 0,0.7 dag/kg de N, Ca, Mg e S, respectivamente.

 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.