A irrigação e suas implicações sobre o capital natural em regiões áridas e semi-áridas: uma revisão

EUNICE MAIA DE ANDRADE

Resumo


É inquestionável o aumento da produção de alimentos e fibras, pela adoção da agricultura irrigada, em regiões áridas e semi-áridas do globo, como também é inquestionável o impacto que a agricultura irrigada pode gerar ao meio ambiente, se práticas adequadas de manejo do capital natural não forem adotadas. Muitas vezes, a implantação da irrigação tem promovido em larga escala mudanças no regime hidrológico local, resultando no acúmulo de sais na superfície do solo, ascensão do lençol freático, depleção dos aquíferos e contaminação dos recursos hídricos. Esta revisão destaca os riscos da degradação do capital natural pela irrigação, quando não se considera sua aptidão e capacidade de suporte. Também são abordadas medidas e estratégias a serem adotadas para mitigar esse impacto.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.