Desempenho do abacaxizeiro inoculado com bactérias diazotróficas solubilizadoras de fosfatos em conjunto com fosfato de rocha

LILIAN ESTRELA BORGES BALDOTTO, Marihus Altoé Baldotto, Fábio Lopes Olivares, Adriane Nunes de Souza

Resumo


Algumas bactérias diazotróficas, além de fixarem N2 , também sintetizam ácidos orgânicos, sendo capazes de solubilizar fosfatos de rochas, incrementando os teores de P para as plantas. A aplicação dessas bactérias, em conjunto com fosfatos naturais, na axila foliar dos abacaxizeiros, poderia incrementar a disponibilidade de N e de P para a cultura, em decorrência dos processos de fixação biológica de nitrogênio e de solubilização de fosfatos. Os objetivos deste trabalho foram: (i) selecionar e caracterizar bactérias diazotróficas com potencial de solubilização de fosfatos, em ensaios in vitro e (ii) avaliar o desempenho inicial dos abacaxizeiros ‘Imperial’ e ‘Pérola’, em resposta à inoculação das bactérias selecionadas, combinadas com fosfato de rocha. Os experimentos foram realizados na Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, em 2009. Os tratamentos, contendo bactérias, apresentaram maiores teores foliares de N, P e K, comparados com os dos controles, acompanhados por maior crescimento vegetativo. Esses resultados indicam que a aplicação combinada de bactérias diazotróficas solubilizadoras de fosfatos, do gênero Burkholderia, e fosfato de Araxá pode ser empregada em mudas de abacaxizeiro, visando a melhorar seu desempenho inicial.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.