Análise espacial da compactação do solo causada pelo sistema de colheita de madeira de árvores inteiras

EDUARDO DA SILVA LOPES, Carla Krulikowski Rodrigues

Resumo


Objetivou-se, com este trabalho, identificar e mapear os níveis de compactação do solo ao longo das trilhas de extração da madeira causado pelas máquinas no sistema de colheita de madeira de árvores inteiras, gerando informações para o planejamento das operações e manejo sustentável dos recursos florestais. Foram instaladas quatro malhas amostrais nas diferentes distâncias de extração da madeira, sendo realizadas a penetrometria e obtidas as resistências do solo à penetração com uso de um penetrômetro digital. A partir da técnica de geoestatística foram elaborados mapas temáticos e quantificados as áreas com os diferentes níveis de compactação. Os resultados permitiram localizar as regiões ao longo do talhão com diferentes intensidades de compactação, sendo que a região próxima à margem do talhão apresentou maior compactação do solo, com uma resistência à penetração acima de 2 MPa, comprometendo aproximadamente 20% da área total da primeira classe de distância. As demais classes de distância não atingiram tal nível de compactação, mostrando que o aumento da intensidade de tráfego do skidder influenciou diretamente nas alterações físicas do solo. A técnica de geoestatística mostrou-se viável na determinação da compactação do solo nas diferentes regiões do talhão, podendo favorecer o planejamento das operações de preparo de solo.


Palavras-chave


física do solo, geoestatística, penetrometria, colheita florestal

Referências


Cambardella CA, Moorman TB, Novak JM, Parkin TB, Karlen DL, Turco RF & KONOPKA AE (1994) Field scale variability of soil properties in Central Iowa Soils. Soil Science Society America Journal, 58(5):1501-1511.

Carvalho JRP de, Silveira PM da & Vieira SR (2002) Geoestatística na determinação da variabilidade espacial de características químicas do solo sob diferentes preparos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 37(8):1151-1159.

Caviglione JH, Kiihl LRB, Caramori PH & Oliveira D (2000) Cartas climáticas do Paraná. Londrina, IAPAR. CD-ROM.

Dias Junior MS, Leite FP, Winter ME & Pires JVG (2003) Avaliação quantitativa da sustentabilidade estrutural de um Latossolo Vermelho-Amarelo cultivado com eucalipto na região de Peçanha-MG. Revista Árvore, 27(3):343-349.

Dias Junior MS. Compactação do solo. In: Novais RF, Alvarez VVH & Schaefer CEGR (2000) Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1:55-94.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (1997) Manual de Métodos de Análise de Solo. 2ª ed. Rio de Janeiro, Ministério da Agricultura e do Abastecimento. 212p.

GS+ (2000). GS+ Geostatistical for environmental science: User's guide. Version 9.0. Michigan, Gamma Design Software. 162p.

Holtz RD & Kovacs WD (1981) An introduction to geotechnical engineering. New Jersey, Prentice-Hall. 733p.

Lapen DR, Topp GC, Gregorich EG & Curnoe WE (2004) Least limiting water range indicators of soil quality and corn production, Eastern Ontario, Canada. Soil & Tillage Research, 78:151-170.

Lima JSS, Oliveira PC, Oliveira RB de & Xavier AC (2008) Métodos geoestatísticos no estudo da resistência do solo à penetração em trilha de tráfego de tratores na colheita de madeira. Revista Árvore, 32(5):931-938.

Lopes ES, Sampietro JA, Lombardi KC & Dias AN (2011) Avaliação da umidade na compactação do solo submetido ao tráfego de máquinas de colheita florestal Revista Árvore, 35(3):659-667.

Lopes SE, Fernandes HC, Machado CC, Rinaldi PCN & Silveira JCM (2006) Compactação de um latossolo submetido ao tráfego do “Clambunk”. Scientia Forestalis, 72:23-28.

Machado CC (2014) Colheita florestal. 3a ed. Viçosa, MG, Ed. UFV. 543p.

Oliveira Filho FX (2014) Análise espacial da compactação do solo em área cultivada com cana-de-açúcar. Tese de doutorado. Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Mossoró. 108p.

Pavan MA, Bloch MF, Zempulski HC, Miyazawa M & Zocoler DC (1992) Manual de análise química de solo e controle de qualidade. Londrina, IAPAR. 40p.

Porterfield JW & Carpenter TG (1986) Soil compaction: an index of potential compaction for agricultural tires. Transactions of the ASAE, 29(4):917-922.

Reichert JM, Reinert DJ, Suzuki Leas & Horn R (2010) Mecânica do Solo. In: Jong Van Lier Q. (Eds). Física do Solo. Viçosa, MG, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p. 29-102.

Reichert JM, Suzuki Leas & Reinert DJ (2007) Compactação do solo em sistemas agropecuários e florestais: Identificação, efeitos, limites críticos e mitigação. In: Cereta CA, Silva LS & Reichert JM (Eds). Tópicos em ciência do solo. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p.49-134.

Seixas F & Souza CR. (2007) Avaliação e efeito da compactação do solo, devido à frequência de tráfego, na produção de madeira de eucalipto. Revista Árvore, 31(6):1047-1052.

Seixas F, Koury CGG & Costa LG (2003) Soil compaction and GPS determination of impacted area by skidder traffic. In: FOREST ENGINEERING CONFERENCE, 2, 2003, Växjö, Suécia. Proceedings – Posters; Technique and Methods. Uppsala, Skogforsk, p.124-129.

Silva SR, Barros NF, Novais RF & Pereira PRG (2002) Eficiência nutricional de potássio e crescimento de eucalipto influenciados pela compactação do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 26:1001-1010.

Silva VR, Reichert JM & Reinert DJ (2004) Variabilidade espacial da resistência do solo à penetração em plantio direto. Ciência Rural, 34:399-406.

Taylor JA, Mcbratney AB & Whelan BM (2007) Establishing management classes for broadacre agricultural production. Agronomy Journal, 99(5):1366-1376.

Vieira SR (1997) Variabilidade espacial de argila, silte e atributos químicos em uma parcela experimental de um latossolo roxo de Campinas (SP). Bragantia, 56(1):1-17.

Warrick AW & Nielsen DR (1980) Spatial variability of soil physical properties in the field. In: Hillel D (ed.). Applications of soil physics. New York: Academic Press, p.312-344.

Webster R & Olivera MA (2007) Geostatistics for environmental scientists. 2a ed. Chichester, J. Wiley, 330p.

Zou C, Sands R, Buchan G, Hudson, I (2000) Least limiting water range: A potential indicator of physical quality of forest soils. Australian Journal of Soil Research, 28:947-958.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.