Associação de fosfatos e inoculação com Bacillus subtilis no crescimento e desempenho produtivo do feijoeiro

Claudemir Zucareli, Renan Ribeiro Barzan, Josemeyre Bonifácio da Silva, Danilo Pinceli Chaves

Resumo


O feijoeiro é uma cultura responsiva à aplicação de fósforo (P), necessitando-se estudos acerca de manejos de fornecimento que minimizem a dependência de fosfatos solúveis, os quais têm uma obtenção onerosa e baixo efeito residual. O objetivo do trabalho foi avaliar o crescimento e os aspectos produtivos do feijoeiro em resposta à aplicação isolada ou associada de fontes naturais e solúvel de fósforo, na presença e ausência de inoculação com Bacillus subtilis. O experimento foi conduzido em vasos e casa de vegetação, utilizando um Latossolo Vermelho com 6,61 mg dm-3 de P. O delineamento foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 6x2, estudando-se as fontes superfosfato triplo (SFT, solúvel), Itafós (ITA, natural não reativo), Gafsa (GAF, natural reativo), SFT + ITA, SFT + GAF e controle (sem adubação com P), com e sem inoculação com B. subtilis e quatro repetições. Melhores resultados de crescimento da parte aérea e raízes, além do desempenho produtivo, foram obtidos com o uso do SFT, isolado ou combinado com ITA e GAF. Para a fonte solúvel, a inoculação com B. subtilis também promove maior crescimento, porém não afeta a produtividade de grãos. Esta variável somente é elevada em função da inoculação quando se utiliza a fonte ITA isoladamente.


Palavras-chave


Phaseolus vulgaris L.; rizobactérias; fósforo; componentes de produção

Referências


Araújo AP & Teixeira MG (2000) Ontogenetic variations on absorption and utilization of phosphorus in common bean cultivars under biological nitrogen fixation. Plant and Soil, 225: 1-10.

Araújo FF (2008) Inoculação de sementes com Bacillus subtilis, formulado com farinha de ostras e desenvolvimento de milho, soja e algodão. Ciência & Agrotecnologia, 32: 456-462.

Araújo FF & Pedroso RAB (2013) Interação de Bacillus sp. com a rizosfera de três espécies de plantas forrageiras. Bioscience Journal, 29: 152-158.

Brasil - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2007) Instrução Normativa nº 5, de 23 de fevereiro de 2007. Definições e normas sobre as especificações e as garantias, as tolerâncias, o registro, a embalagem e a rotulagem dos fertilizantes minerais, destinados à agricultura. DOU, 01/03/2007, Seção 1, 38p. Disponível em: https://www.diariodasleis.com.br/busca/exibelink.php?numlink=1-77-23-2007-02-23-5. Acessado em: 02 de julho de 2016.

Camargo MS & Silveira RI (1998) Efeitos dos fosfatos naturais alvorada, catalão, patos e arad na produção de massa seca de milho em casa-de-vegetação. Scientia Agricola, 55: 509-519.

Chabot R, Antoun H & Cescas MP (1996) Growth promotion of maize and lettuce by phosphate-solubilizing Rhizobium leguminosarum biovar. phaseoli. Plant and Soil, 184: 311-321.

Chaib SL, Bulisani EA & Castro LHSM (1984) Crescimento e produção do feijoeiro em resposta à profundidade de aplicação do adubo fosfatado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 19:817-822.

Chaves DP, Zucareli C & Oliveira Júnior A (2013) Fontes de fósforo associadas à inoculação com Pseudomonas fluorescens no desenvolvimento e produtividade do milho. Semina: Ciências Agrárias, 34: 57-72.

Coelho LF, Freitas SS, Melo AMT & Ambrosano GMB (2007) Interação de bactérias fluorescentes do gênero Pseudomonas e Bacillus spp. com rizosferas de diferentes plantas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 31: 1413-1420.

Costa NR, Andreotti M, Santos FG, Souza LMF & Cavallini MC (2013) Interação entre inoculação das sementes com Pseudomonas fluorescens e adubação fosfatada na produção do milho em sucessão a espécies forrageiras no Cerrado. Tecnologia & Ciência Agropecuária, 7: 37-43.

Costa EM, Carvalho F, Esteves JA, Nóbrega RSA & Moreira FMS (2014) Resposta da soja a inoculação e co-inoculação com bactérias promotoras do crescimento vegetal e Bradyrhizobium. Enciclopédia Biosfera, 10: 1678-1689.

Cunha DA, Teixeira IR, Jesus FF, Guimarães RT & Teixeira GCS (2014) Adubação fosfatada e produção de feijão-comum e mamona em consórcio. Bioscience Journal, 30: 617-628.

Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2013) Sistema brasileiro de classificação de solos. 3ª ed. Rio de Janeiro, Embrapa Solos. 353p.

Fageria NK, Barbosa Filho MP & Stone LF (2003) Resposta do feijoeiro a adubação fosfatada. Piracicaba, Potafós. (Informações Agronômicas, 102).

Ferreira DF (2011) Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência & Agrotecnologia, 35: 1039-1042.

Franzini VI, Muraoka T, León HMC & Mendes FL (2009) Eficiência de fosfato natural reativo aplicado em misturas com superfosfato triplo em milho e soja. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 44: 1092-1099.

Gualter RMR, Leite LFC, Araujo A, Alcantara RMCM & Costa DB (2008) Inoculação e adubação mineral em feijão-caupi: efeitos na nodulação, crescimento e produtividade de grãos. Scientia Agraria, 9: 469-474.

Grant CA, Flaten DN, Tomasiewicz DJ & Sheppard SC (2001) A importância do fósforo no desenvolvimento inicial da planta. Piracicaba, Potafós. (Informações Agronômicas, 95).

Gaind S & Gaur AC (1991) Thermotolerant phosphate solubilizing microorganisms and their interaction with mung bean. Plant and Soil, 133: 141-149.

Harthmann OEL, Mógor AF, Wordell Filho JA & Luz WC (2010) Rizobactérias no crescimento e na produtividade da cebola. Ciência Rural, 40: 462-465.

Iapar - Instituto Agronômico do Paraná (2016) Médias históricas. Disponível em: http:www.iapar.br/arquivos/Image/monitoramento/Medias_Historicas/Londrina.htm. Acessado em: 12 de março de 2016.

Kaminski J & Peruzzo G (1997) Eficácia de fosfatos naturais reativos em sistemas de cultivo. Santa Maria, Núcleo Regional Sul da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. (Boletim Técnico, 3).

Korndörfer GH, Lara-Cabezas WA & Horowitz N (1999) Eficiência agronômica de fosfatos naturais reativos na cultura do milho. Scientia Agricola, 56: 391-396.

Lynch J, Läuchli A & Epstein E (1991) Vegetative growth of the common bean in response to phosphorus nutrition. Crop Science, 31: 380-387.

Mariano RLR, Silveira EB, Assis SMP, Gomes AMA, Nascimento ARP & Donato VMTS (2004) Importância de bactérias promotoras de crescimento e de biocontrole de doenças de plantas para uma agricultura sustentável. Anais da Academia Pernambucana de Ciências Agronômicas, 1: 89-111.

Miranda LN, Azevedo JA, Miranda JCC & Gomes AC (2002) Calibração de métodos de análise de fósforo e resposta do feijão ao fósforo no sulco. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 37:1621-1627.

Oliveira TC, Silva J, Santos MM, Cancellier EL & Fidelis RR (2014) Desempenho agronômico de cultivares de feijão em função da adubação fosfatada no sul do estado do Tocantins. Revista Caatinga, 27: 50-59.

Oliveira Júnior A, Prochnow LI & Klepker D (2011) Soybean yield in response to application of phosphate rock associated with triple superphosphate. Scientia Agricola, 68: 376-385.

Pegoraro RF, Oliveira D, Moreira CG, Kondo MK & Portugal AF (2014) Partição de biomassa e absorção de nutrientes pelo feijoeiro comum. Revista Caatinga. 27: 41-52.

Piaia FL, Rezende PM, Furtini Neto AE, Fernades LA & Corrêa JB (2002) Eficiência da adubação fosfatada com diferentes fontes e saturações por bases na cultura da soja [Glycine max (L.) Merrill]. Ciência & Agrotecnologia, 26:488-499.

Prochnow LI, Alcarde JC & Chien SH (2004) Eficiência agronômica dos fosfatos totalmente acidulados In: Yamada T, Abdalla SRS, editores. Simpósio sobre fósforo na agricultura brasileira. São Paulo, Associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato. p.605-663.

Rodriguez H & Fraga R (1999) Phosphate solubilizing bacteria and their role in plant growth promotion. Biotechnology Advances, 17: 319-339.

Richardson AE (2001) Prospects for using soil microorganisms to improve the acquisition of phosphorus by plants. Australian Journal of Plant Physiology, 28: 897-906.

Silva AA & Delatorre CA (2009) Alterações na arquitetura de raiz em resposta à disponibilidade de fósforo e nitrogênio. Revista de Ciências Agroveterinárias, 8: 152-163.

Souto JS, Oliveira FT, Gomes MMS, Nascimento JP & Souto PC (2009) Efeito da aplicação de fósforo no desenvolvimento de plantas de feijão guandu (Cajanus cajan (L) Mill sp). Revista Verde, 4: 135-140.

Souza CES, Silva MO, Duda GP & Mendes MAS (2007) Solubilização de fósforo de fertilizantes fosfatados após tratamento com diferentes resíduos orgânicos. Revista de Biologia e Ciências da Terra, 7: 120-126.

Taiz L & Zeiger E (2010) Plant Physiology. 5ª ed. Sunderland, Sinauer Associates, Inc. 781p.

Valderrama M, Buzetti S, Benett CGS, Andreotti M, Arf O & Sá ME (2009) Fontes e doses de nitrogênio e fósforo em feijoeiro no sistema plantio direto. Pesquisa Agropecuária Tropical, 39: 191-196.

Valladares GS, Pereira MG & Dos Anjos LHC (2003) Adsorção de fósforo em solos de argila de atividade baixa. Bragantia, 62: 111-118.

Viana TO, Vieira NMB, Moreira GBL, Batista RO, Carvalho SJP & Rodrigues HFF (2011) Adubação do feijoeiro cultivado no norte de Minas Gerais com nitrogênio e fósforo. Revista Ceres, 58: 115-20.

Zucareli C, Junior EUR, Barreiro AP, Nakagawa J & Cavariani C (2006) Adubação fosfatada, componentes de produção, produtividade e qualidade fisiológica em sementes de feijão. Revista Brasileira de Sementes, 28: 9-15.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.