Implicações do manejo agropecuário sobre a fauna epigeica e propriedades físicas de um Latossolo argiloso

Lidiane Martins da Costa, Marta Sandra Drescher

Resumo


O trabalho objetiva avaliar a influência de sistemas de produção agropecuária praticados em Latossolo argiloso no noroeste do estado do Rio Grande do Sul sobre a fauna epigeica e propriedades físicas do solo. Os tratamentos foram compostos pelo uso do solo com campo nativo, pastagem perene, transição, sistema integração lavoura pecuária, plantio direto e sistema plantio direto.  A fauna epigeica foi avaliada pela instalação de sete armadilhas do tipo PROVID por tratamento. As propriedades físicas de densidade, porosidade total, microporosidade, macroporosidade e resistência do solo a penetração, foram avaliadas em amostras com estrutura indeformada nas profundidades de 0 a 0,7, 0,7 a 0,15 e 0,15 a 0,22 m, com quatro repetições. Os resultados obtidos indicaram que o uso do solo apenas agrícola reduziu à abundância de organismos em comparação a integração lavoura-pecuária.  A conversão do Bioma Pampa para lavoura alterou suas propriedades físicas e biológicas do solo, com a área de transição apresentando características intermediárias aos dois ambientes. O pastejo em áreas remanescentes do Bioma Pampa, sem estratégias de melhoramento do campo nativo, diminuiu a abundância e riqueza de espécies. O Plantio Direto e Sistema Plantio Direto promoveram a compactação da camada entre 0,07 a 0,15 m do Latossolo argiloso. 


Palavras-chave


Perturbações antrópicas, Qualidade do Solo, Sustentabilidade

Referências


Antoniolli ZI, Conceição PC, Bock V, Port O, Silva DM & Silva RF (2006) Método alternativo para estudar a fauna do solo. Ciência Florestal, v. 16, n. 4, p. 407-417.

Baretta D (2007) Fauna do solo e outros atributos edáficos como indicadores da qualidade ambiental em áreas com Araucária angustifólia no Estado de São Paulo. 158p. Tese (Piracicaba) – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, São Paulo.

Baretta D, Santos JCP, Mafra AL, Wildner LP, Miquelluti DJ (2003) Fauna edáfica avaliada por armadilhas e catação manual afetada pelo manejo do solo na região oeste catarinense. Revista de Ciências Agroveterinária, v.2, n. 2, p.97-106.

Claessen MEC (Org.) (1997) Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: EMBRAPA CNPS, 212p.

Collares GL, Reinert DJ, Reichert JM, Kaiser DR (2006) Qualidade física do solo na produtividade da cultura do feijoeiro num Argissolo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, p.1663-1674.

Doneda A, Aita C, Giacomini SJ, Miola ECC, Giacomini DA, Schirmann J, Gonzatto R (2012) Fitomassa e decomposição de resíduos de plantas de cobertura puras e consorciadas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.36, n°6, Nov./Dez.

Drescher MS, Reinert DJ, Denardin JE, Gubiani PI, Faganello A, Drescher GL (2016) Duração das alterações em propriedades fisico hidricas de Latossolo argiloso decorrentes da escarificação mecânica. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.51, n.2, p.159-168, fev.

Drescher MS, Rovedder APM, Antoniolli ZI, Eltz FLF & Drescher GL (2011) Fauna epigeica em sistemas de produção de Nicotiana tabacum L. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.35, p.1499-1507.

Gallo D, Nakano O, Silveira Neto S, Carvalho RPL, Batista GC, Berti Filho E, Parra JRP, Zucchi RA, Alves SB, Vendramim JD, Marchini LC, Lopes JRS & Omoto C (2002) Entomologia Agrícola. São Paulo: FEALQ. v.10. 920p.

Gomes AS, Ferreira SP (2004) Análise de Dados Ecológicos. Universidade Federal Fluminense. Instituto de biologia centro de estudos gerais departamento de biologia marinha. Niterói.

INCRA/RS (2009) Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Relatório ambiental do projeto de assentamento panorama São Luiz Gonzaga /RS. Super. Reg. do Rio Grande do Sul – SR/11. Núcleo de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Porto Alegre/RS.

Klein VA, Baseggio M, Madalosso T (2009) Indicadores da qualidade física de um Latossolo Vermelho distrófico típico sob plantio direto escarificado. Ciência Rural, v.39, p.2475 2481.

Kunz M, Gonçalves ADMA, Reichert JM, Guimarães RML, Reinert DJ & Rodrigues MF (2013) Compactação do solo na integração soja-pecuária de leite em Latossolo argiloso com semeadura direta e escarificação. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 37, p.1699-1708.

Ludwig RL, Pizzani R, Schaefer PE, Goulart RZ, Lovato T (2012) Efeito de diferentes sistemas de uso do solo na diversidade da fauna edáfica na região central do Rio Grande do Sul. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer – Goiânia. v.8, n.14. 485p.

Mentelli J (2006) O setor agrário da região noroeste do Rio Grande do Sul. Geosul, v. 21, n. 41, p 87-105, jan./jun.

Oliveira DMS, Lima RP & Verburg EEJ (2015) Qualidade física do solo sob diferentes sistemas de manejo e aplicação de dejeto líquido suíno. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.19, n.3, 280 p.

Pereira RC, Albanez JM, Mamédio IMP (2012) Diversidade da meso e macrofauna edáfica em diferentes sistemas de manejo de uso do solo em Cruz das Almas – BA, Magistra, v. 24, p. 63-76.

Reichert JM, Suzuki LEAS & Reinert DJ (2007) Compactação do solo em sistemas agropecuários e florestais: identificação, efeitos, limites críticos e mitigação. Tópicos Ciência do Solo, 5:49-134.

Reichert JM, Kaiser DR, Reinert DJ, Riquelme UFB (2009) Variação temporal de propriedades físicas do solo e crescimento radicular de feijoeiro em quatro sistemas de manejo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.44, p.310-319.

Reichert JM, Reinert DJ & Braida JA (2003) Qualidade dos solos e sustentabilidade de sistemas agrícolas. Ciência Ambiental, v. 27, p.29-48.

Reinert DJ, Reichert JM (2006) Coluna de areia para medir a retenção de água no solo – protótipos e teste. Ciência Rural, v.36, p.1931 1935.

Rocha IMS (2013) Colembola (Arthropoda: Hexapoda: Collembola) numa área de caatinga do nordeste brasileiro. Dissertação de mestrado. Natal/RN, 56p.

Rosa MG, Filho OK, Bartz MLC, Mafra ÁL, Souza JPFA, Baretta D (2015) Macrofauna Edáfica e Atributos Físicos Químicos em Sistemas de Uso do Solo no Planalto Catarinense. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 39, p. 1544-1553.

Rovedder APM, Eltz FLF, Drescher MS, Schenato RB, Antoniolli ZI (2009) Organismos edáficos como bioindicadores da recuperação de solos degradados por arenização no Bioma Pampa. Ciência Rural, v.39, n.4, p.1061-1068.

Secco D, Reinert DJ, Reichert JM, Silva VR. (2009) Atributos físicos e rendimento de grãos de trigo, soja e milho em dois Latossolos compactados e escarificados. Ciência Rural, v.39, n.1, p.58-64.

Silva MB, Kliemann HJ, Silveira PM, Lanna AC (2007) Atributos biológicos do solo sob influência da cobertura vegetal e do sistema de manejo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.42, n.12, p.1755-1761.

Silva MDDA (2012) Os cultivos florestais do pampa, no sul do rio grande do sul: desafios, perdas e perspectivas frente ao avanço de novas fronteiras agrícolas. Floresta, v. 42, n. 1, p. 215 - 226.

Streck EV, Kampf N, Dalmolin RSD, Klamt E, Nascimento PCN, Schneider P (2002) Solos do Rio Grande do Sul. 1.ed. Porto Alegre: EMATER/RS, UFRGS, 107p.

Tisdall JM & Oades JM (1982) Organic matter and water-stable aggregates in soils. Journal of Soil Science, v. 33, p.141-163.

Tormena CA, Araújo MA, Fidalski J & Costa JM (2007) Variação temporal do intervalo hídrico ótimo de um Latossolo Vermelho distroférrico sob sistemas de plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 31, p.211-219.

Vezzani FM & Mielniczuk J (2009) Uma visão sobre qualidade do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, p.743-755.

Wink C, Guedes JVC, Fagundes CK, Rovedder AP (2005) Insetos edáficos como indicadores da qualidade ambiental. Revista de Ciências Agroveternárias, v. 4, n.1, p. 60-71.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.