Aproveitamento de escória de siderurgia em substratos alternativos para produção de mudas de pimenta Dedo-de-moça

EDUARDO FRANCE OZA, Paola Alfonsa Vieira Lo Monaco, Millena Monteiro dos Santos, Thiago Lopes Rosado, Marcelo Rodrigo Krause, Willian Alves Garcia

Resumo


Estudos relacionados ao aproveitamento de escória de siderurgia tornaram-se imprescindíveis pela possibilidade de seu uso como componente de substratos na produção de mudas e por minimizar o risco de contaminação ambiental decorrente do descarte inadequado. Assim, objetivou-se avaliar o efeito de níveis crescentes de escória de siderurgia em substratos compostos por solo com esterco bovino curtido e areia, nas variáveis de crescimento de mudas de pimenta dedo-de-moça (Capsicum baccatum L.). Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados, tendo como tratamentos 5 concentrações de escória (0%; 2,5%; 5%; 10% e; 20%) e 4 repetições. As avaliações ocorreram aos 55 dias após semeadura, consistindo-se na contagem do número de folhas, na medição da altura de planta e do diâmetro do coleto, e na quantificação das massas secas da parte aérea e raiz da planta. Modelos de regressão foram ajustados (P<0,05) nos tratamentos com níveis crescentes de escória de siderurgia. A adição em torno de 10% de escória no substrato proporcionou os maiores valores das variáveis de crescimento em mudas de pimenta Dedo-de-moça. O uso de escória pode ser uma alternativa na composição do substrato para redução dos custos de produção de mudas, minimizando os impactos gerados pelo setor siderúrgico.

Palavras-chave


Capsicum baccatum L, Resíduo de siderurgia, Substrato.

Referências


Filgueira FAR (2008) Novo manual de olericultura: Agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 3ª ed. Viçosa, UFV. 421p.

Freitas GA, Silva RR, Barros HB, Vaz-de-melo A & Abrahão AP (2013) Produção de mudas de alface em função de diferentes combinações de substratos. Revista Ciência Agronômica, 44:159-166.

Malavolta E (1967) Manual de química agrícola – adubos e adubação. 2ª ed. São Paulo, Agronômica Ceres. 606p.

Neves JMG, Silva HP & Duarte RF (2010) Uso de substratos alternativos para produção de mudas de moringas. Revista Verde, 5:173 – 177.

Novais RF, Smyth TJ & Nunes FN (2007) Fósforo. In: Novais RF, Alvarez VVH, Barros NF, Fontes RLF, Cantarutti RB & Neves JCL (Eds.) Fertilidade do solo. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p. 471- 550.

Prado RM, Correa MCM, Cintra ACO & Natale W (2003) Resposta de mudas de goiabeira à aplicação de escória de siderurgia como corretivo de acidez do solo. Revista Brasileira de Fruticultura, 25:160-163.

Prado RM & Natale W (2004) Efeitos da aplicação da escória de siderurgia ferro cromo no solo, no estado nutricional e na produção de matéria seca de mudas de maracujazeiro. Revista Brasileira de Fruticultura, 26:140-144.

Prezoti LC & Martins AG (2012) Efeito da escória de siderurgia na química do solo e na absorção de nutrientes e metais pesados pela cana-de-açúcar. Revista Ceres,59:530-536.

Raij B Van (1991) Fertilidade do solo e adubação. São Paulo, Agronômica Ceres. 343p.

Sample EC, Soper RJ & Racz GJ (1980) Reactions of phosphate fertilizers in soils. In: Khasawneh FE, Sample EC & Kamprath EJ (Eds.) The role of phosphorus in agriculture. Madison, American Society of Agronomy. p.263-310.

Santos ER, Nunes JS, Mello AH, Knoechelmann CM, Santos RR, Espírito Santos RN & Pinheiro AVR Produção de mudas de Paricá com escória, inoculados com fungos micorrizicos arbusculares na reabilitação de áreas degradadas. Agroecossistema, 3:83-89.

Souza DMG, Miranda LN & Oliveira AS (2007) Acidez do solo e sua correção. In: Novais RF, Alvarez VVH, Barros NF, Fontes RLF, Cantarutti RB & Neves JCL (Eds.) Fertilidade do solo. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p. 471- 550.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.