Calcário biogênico, sedimentar e metamórfico: caracterização comparativa na correção de solos1

maria maiara cazotti, Liovando Marciano da Costa, Paulo Roberto Cecon

Resumo


O calcário é o principal corretivo de acidez para solos. Autores afirmam que os calcários de origem sedimentar, de natureza menos cristalina, são mais reativos do que os mármores, com estrutura mais cristalina. Tal afirmação serve de base para estudar o calcário biogênico marinho, calcário sedimentar e o mármore supondo-se que os resultados de seu uso na agricultura sejam diferentes. Objetivou-se com este estudo avaliar fontes alternativas de calcários através da comparação de corretivos de diferentes origens. Os corretivos de acidez em estudo foram: calcário biogênico (CB), calcário sedimentar (CS), mármore (CM), e o calcário comercial (CC). Nos calcários foram avaliadas o poder relativo de neutralização total (PRNT); composição química; área superficial específica, solubilidade e liberação de Ca2+ e Mg2+ em diferentes concentrações de HCl. Além dos efeitos no solo, após 90 dias da aplicação dos calcários. A presença de Si, identificados na análise química, pode ter contribuído para o menor poder de neutralização do CB e CC. Nas menores concentrações de HCl, o CB mostrou-se mais reativo, porém com o aumento da concentração de HCl, o CM passou a ser o mais  reativo. O maior teor de CaO e MgO foi observado no CS e CM respectivamente, que contribuiu no maior aporte de Ca2+ e Mg2+,quando aplicado no solo. No solo, independentemente do calcário aplicado, ocorreu elevação do pH e redução do H+Al. Os teores de Ca2+ e Mg2+ no solo foram influenciados pela natureza química dos corretivos.


Palavras-chave


lithothamnium, calagem, acidez do solo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.